Como aumentar o valor do seu carro antigo

Carros antigos são a paixão de muitos motoristas, graças à história, época de seu lançamento ou apego pessoal ao veículo. Por isso, vender seu carro antigo é uma ótima forma de ganhar um dinheirinho extra, mas é preciso ter alguns cuidados para fazer uma venda mais lucrativa.

Por isso, confira 6 dicas de como aumentar o valor do seu carro antigo!

Use apenas peças originais

Para vender seu carro, será necessário fazer alguns reparos e trocar algumas peças, isso é normal.

Porém, nesse processo, preze sempre por trocar por peças originais. Adaptações por peças não originais não são bem vistas no mercado de carros antigos.

Isso passa a impressão de que talvez você não seja tão criterioso quanto à qualidade dos componentes. Retirar os frisos e o logotipo também dão essa impressão.

Evite também fazer alterações muito incomuns, como instalar aerofólios.

Documentos e comprovantes de manutenção

Provavelmente a primeira coisa que irão te solicitar é a documentação completa do seu carro, por questões de segurança.

Portanto, tenha todo o histórico de documentos à disposição da pessoa interessada e os comprovantes de manutenção.

Mostre o histórico de todas as revisões, peças trocadas, reparos, entre outros. Assim você passa um caráter transparente e mostra que preservou o máximo possível o veículo enquanto foi dono.

Além disso, guarde também o manual do proprietário e a chave reserva do veículo, pois isso será um diferencial entre a concorrência.

Seja mais tradicional

Precisa adaptar muitos elementos do seu carro antigo? Opte por mudanças mais tradicionais.

Escolha uma pintura prateada ou preta, por exemplo, que são mais comuns e fáceis de vender.

Outra dica é remover todas as customizações, incluindo faróis de xenon e outros acessórios para carros.

Personalizações são sempre feitas pensando no seu gosto pessoal, mas podem ser mal vistas por outros compradores.

Além disso, caso você esteja pensando em repassar para uma concessionária, ter elementos mais tradicionais aumentam o valor do carro.

Faça uma higienização automotiva completa

Como qualquer outro produto, a venda do seu carro envolve uma questão visual.

Muitos compradores podem descartar seu veículo simplesmente se não acharem ele apresentável no dia da venda.

Por isso, leve o veículo a uma oficina especializada e peça uma higienização automotiva completa.

O processo inclui inspecionar bancos, tecidos, tapetes, carpetes e outras fibras mais difíceis de serem limpas depois de anos de uso.

Isso é ideal para bancos de couro, pois é comum que eles ressequem ou rachem com o tempo de uso. Na higienização é possível hidratar os bancos.

Nunca faça reparos por conta própria

É normal tentar fazer reparos no carro para economizar, mas isso não é indicado para vender o veículo.

Um reparo feito em casa pode ser útil enquanto o carro é seu, mas um comprador irá reparar cada detalhe.

Os reparos podem parecer falta de profissionalismo ou alteração das características originais, o que certamente abaixa o valor do automóvel.

Evite trocar os pneus

É comum algumas pessoas colocarem pneus novos na hora de vender o carro, porém o investimento nestes componentes é alto e nem sempre necessário.

Se os pneus ainda estiverem razoáveis e pouco desgastados, opte por deixar os originais.

Por último, enquanto você não vende o carro, é ideal ter alguns cuidados para conservar o veículo em bom estado.

Por isso, lembre-se de encerar a carroceria pelo menos uma vez a cada 3 meses, não deixe o carro exposto ao Sol ou chuva e preserve o estofado, aspirando sempre que necessário.

Gostou das nossas 6 dicas sobre como aumentar o valor do seu carro antigo? Deixe seu comentário!