Gordura ou açúcar, qual o mais prejudicial?

Resultado de imagem para Gordura ou açúcar

Gordura ou açúcar, qual o mais prejudicial?

As gorduras sempre foram demonizadas e foi considerado algo de que temos que fugir para conseguir levar uma alimentação saudável, mas recentes pesquisas sobre as mesmas, são preconceitos, valorizando suas propriedades nutricionais, levando a pensar que o que realmente temos que excluir de nossa dieta são os açúcares.
Vamos analisar que tipos de gorduras existem, quais os que devemos evitar e por que o açúcar é tão prejudicial.
Uma vez que nos propomos a levar uma dieta saudável, a primeira coisa que fazemos é para reduzir o consumo de gorduras, pois esse consumo pode causar doenças cardiovasculares. No entanto, nem todas as gorduras são iguais, e algumas são consideradas mais saudáveis e necessárias do que outras. Existem gorduras saturadas (as ruins) e gorduras insaturadas (boas).

O mau colesterol de lipoproteínas de baixa densidade (LDL), que tende a formar depósitos nas artérias, causando entupimento e falta de elasticidade da parede arterial, o que pode ser muito perigoso,e por outro lado, o bom colesterol, lipoproteínas de alta densidade (HDL), o que há é fluidificar o sangue e evitar que se formem os depósitos gordos tão prejudiciais, ou seja, o bom colesterol, destrói o mau colesterol.
Portanto, é muito benéfico consumir alimentos que nos fornecem gorduras não saturadas.
Entre as gorduras não saturadas, encontram-se as monoinsaturadas que se encontram em os frutos secos, sementes, abacates, e em alguns óleos, como o de oliva, girassol. As gorduras poli-insaturadas, também são gorduras insaturadas e encontram-se em alimentos como elmaíz, sementes de algodão, sementes de linho, legumes e soja, também nas margarinas e em frutos do mar. Bio caps funciona porque nós oferece a quantidade necessária de gorduras boas diárias.

Imagem relacionada

As gorduras saturadas, costumam ser as que são sólidas à temperatura ambiente como as que se encontram na carne dos animais e dos laticínios, como a manteiga, o queijo e o creme de leite. Se associa com um aumento do colesterol ruim e, em consequência, com doenças cardiovasculares.
Pesquisas recentes, começaram a repensar o valor de gorduras de origem animal. Em um artigo recentemente publicado na revista British Medical Journal (BMJ), o cardiologista Aseem Malhotra, um dos mais prestigiados do Reino Unido e especialista no Hospital Universitário de Croydon, Londres, conclui-se que as gorduras saturadas presentes na manteiga, o queijo e a carne vermelha não são tão prejudiciais para o coração, como se pensava até agora. De acordo com o cardiologista, o consumo de produtos com baixo teor de gordura, tem aumentado de forma paradoxal, o risco de doenças cardiovasculares, principalmente, porque os produtos sem gordura, tem menos sabor, e o elaborarlos, a indústria lhes acrescenta todo o tipo de sabor entre os quais se incluem os açúcares que faz com que sejam muito mais prejudiciais do que os que contêm gordura.

É por isso que o açúcar passou a ser o inimigo público número um, já que está presente em muitos alimentos e molhos, fazendo com que o seu consumo tenha aumentado de forma alarmante da população. Nas etiquetas de composição dos alimentos elaborados, pode aparecer sob vários nomes, entre os quais estão:

Imagem relacionada

Sacarosa (sacarose)
Glucosa no sangue (glucose)
Dextrosa (dextrose)
Lactosa (lactose)
Melaza (melaço)
Sirope jarabe de arroz integral (arroz xarope).

Se de antemão soubesses que esses nomes referem-se ao açúcar, possivelmente, ao vê-lo em um produto que você vai comprar, você pensaria duas vezes, e talvez não o comprases… se contém mais de quatro gramas (4%) e… não compre!.
As gorduras trans, também integram o grupo das gorduras não saturadas, mas não são saudáveis, como as mono as poli-insaturadas. Isso se deve ao fato de que estas gorduras aumentam o risco de desenvolver problemas de coração. São encontrados nos óleos hidrogenados e parcialmente hidrogenados contendo produtos elaborados com esses óleos, tais como biscoitos, bolos, pães e comidas fritas em geral.

Muitos especialistas estão se unindo a esta nova sugestão de que as gorduras não são tão ruins, e o verdadeiramente prejudicial são os açúcares escondidos” que contêm muitos produtos, que ao tomá-los em excesso, muitas vezes, sem que o saibamos, o corpo armazena em forma de gordura. Não obstante, as gorduras, há sempre que consumi-las com moderação e sempre visando que sejam gorduras monoinsaturadas.
É muito importante aprender a ler os rótulos dos produtos manufaturados que compramos de forma habitual no supermercado, já que é possível que por aí, estamos consumindo alimentos prejudiciais, sem sabê-lo.